e todo caminho deu no mar

e todo caminho deu no mar
"lâmpada para os meus pés é a tua palavra"

domingo, 12 de setembro de 2010

hoje não tem verbete

A música de Stacey Kent renova. Afaga alma. Seu timbre possui filiação joãogilbertiana, e ao ouvi-la em “Corcovado” senti falta de um cd da Adriana Calcanhoto cantando Bossa Nova.

Ouvi o jazz da bela e suave Kent num palacete das Laranjeiras, sob árvores iluminadas da floresta tropical. Da sua poltrona sob o céu, a atriz Andrea Maciel dizia-me de prazos e caminhos citando Clarice: “perder-se também é caminho”.

2 comentários:

DESAGUANDO disse...

Nonato, Eu amo a Stacey Kent. A voz dela enfeitiça. Estou vendo que compartilhamos mais coisas do que imaginamos. Fazer o que se temos bom gosto né? Agora vc utilizou de meios crueis em narrar a imagem que estava em seus olhos lá em Laranjeiras enquanto ouvia Corcovado pela voz desta criatura ímpar. Doeu só de ler...rs

Bjus querido,
desejo mais momentos como o que vc narrou no post em sua vida.

Vania

Anônimo disse...

Muito obrigado, Vania, a sua voz
tb é impar e tem feitiços.

bjs
Nonato Gurgel