e todo caminho deu no mar

e todo caminho deu no mar
"lâmpada para os meus pés é a tua palavra"

domingo, 18 de outubro de 2009

Lendo no metrô IV












.
.
.
.
.
"... o único grande caso de amor que Caio teve foi com a escrita: seu êxtase era entrar em sintonia com sua voz interna e, através dela, com a alma humana."
.
Paula Dip, Para Sempre Teu, Caio F. Rio de Janeiro: Record, 2009

3 comentários:

Vania disse...

Tô adorando este livro. Além da Paula lançar uma lente na vida do Caio, ela e outros amigos dele relatam coisas da época que me deu um saudosismo enorme. Muito bom mesmo. Livro de cabeceira.

Anônimo disse...

Também ando lendo o livro da Paula Dip sobre o Caio. Não no metrô, mas nos intervalos. Me emociona muito. É como se estivesse momentos muito particulares. Joãozinho

Nonato Gurgel disse...

Vania e João, amantes de Caio F

Gosto muito do olhar multifacetado que a Paula lança a partir de vários olhos que conviveram com Caio

bjs e bom fds